Meu filho ficou de recuperação. E agora?

Saiba como agir nesse momento!

Saiba como agir nesse momento!

Para alguns alunos, o fim do ano letivo também é marcado por muita ansiedade, sobretudo no caso daqueles que estão de recuperação e precisam estudar mais um pouco para passar de ano. Nessa hora de tensão, é fundamental que os pais apoiem os filhos para que eles consigam recuperar as notas, mas será que eles sabem como podem ajudá-los ainda mais? Confira neste texto algumas atitudes que os pais podem adotar nesse momento!

Não é hora para broncas

No momento em que a notícia da recuperação chega, é comum que os pais fiquem bravos e até demonstrem de maneira mais enfática toda sua frustração com o resultado dos filhos. Porém, é preciso entender que a criança já está passando por um momento difícil. Evite brigar e fazer comparações do tipo "seu irmão passou direto e você não" ou "seus amigos já estão de férias e você terá que estudar". Essa atitude só fará mal para a autoestima da criança.

É muito mais efetivo que os pais incentivem seus filhos a estudar para recuperar a nota. Mostrar para seu filho que você está ao lado dele nessa caminhada faz diferença para sua autoconfiança e, consequentemente, para seu seu desempenho.

Analise os resultados ao longo do ano

A recuperação no fim do ano letivo pode ser uma surpresa para os pais de alunos que não tiveram problemas com notas ao longo desse período. Nesses casos, a desatenção pode ser pontual e vale a pena verificar o que aconteceu.

Para aqueles alunos que já demonstram dificuldades ao longo do ano todo, é preciso que os pais estejam ainda mais alertas para tentar encontrar a razão pela qual a criança não atinge as notas adequadas. Os motivos podem ser variados, desde não gostar de determinada disciplina, ter problemas com os colegas de classe, desmotivação, entre outros. Portanto, esteja a par da situação durante todo o ano escolar e ajude seu filho a enfrentar os desafios.

Procure ajuda na escola

Se seu filho demonstrar dificuldades no aprendizado, é importante procurar a escola para entender melhor o que pode estar acontecendo, saber como ele se comporta durante as aulas e, o mais importante, se a escola sugere que alguma atitude seja tomada, como procurar um reforço escolar ou a assistência de um psicólogo. Lembre-se de que as questões emocionais também podem interferir na hora de estudar e de fazer as provas escolares.

Hora da reflexão

Passado todo o processo de recuperação, é necessário conversar com seu filho para pontuar o que precisa ser melhorado, como conciliar a rotina pessoal com a escolar e evitar que determinados erros se repitam em mais um ano letivo. Permita um espaço de fala para o seu filho: saber o que se passa na cabeça dele deve ajudar a entender o que causou as notas abaixo da média.

O período de recuperação é tenso e deixa pais e filhos nervosos, por isso mantenha a calma e saiba a hora de incentivar e cobrar atitudes das crianças. Se você gostou deste texto, continue no nosso blog e confira outros posts sobre a educação das crianças.

Como ajudar seu filho a desenvolver interesse pelo estudo

Dicas para desenvolver as habilidades sociais do seu filho

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DO DOM BOSCO