4 dicas para desenvolver a autonomia das crianças na escola

Saiba como estimular essa habilidade nos alunos.

Saiba como estimular essa habilidade nos alunos.

O desenvolvimento da autonomia das crianças é fundamental para o crescimento e a formação escolar delas. Quando os alunos se tornam mais autônomos, o leque de ensinamentos que eles levarão para o resto da vida aumenta. Faz parte da autonomia transformar todas as informações recebidas, ensinadas e vistas ao longo do tempo em conhecimento prático no cotidiano. Quer saber algumas dicas para desenvolver a autonomia das crianças na escola? Confira abaixo!

1. Organize um ambiente adequado

Uma das principais dicas para desenvolver a autonomia das crianças na escola é criar um local específico para esse fim. O local deve ser repleto de motivações e instigar a exploração e a criação, além de ser acolhedor (mesmo que seja a própria sala de aula).

Utilize cores, formas e outros estímulos para deixá-las curiosas e concentradas. Assim, as crianças conseguem perceber que são capazes de realizar as atividades sozinhas. Outra dica é marcar, de alguma forma, o desenvolvimento da classe e mostrar para os alunos para motivá-los a socializar e melhorar cada vez mais.  

2. Crie uma rotina de atividades

Um método eficiente para incentivar a autonomia das crianças é criar uma rotina, ou seja, determinar um horário para realizar cada atividade. Isso vai ajudar os alunos a ter noção de limites e de organização, estabelecendo uma relação do tempo com a responsabilidade do momento. Isso também reforça os bons hábitos, como um momento determinado para comer, para descansar e para se higienizar. 

3. Proporcione a liberdade

Ainda que a escola seja um local cheio de aprendizado, é preciso incentivar as crianças a fazer pesquisas, a experimentar e a descobrir sozinhas as coisas, pois isso também desenvolve a curiosidade e a criatividade delas, para que possam tornar o que estão aprendendendo algo físico. Dessa forma, os alunos não se sentirão proibidos de nada e não terão medo de errar, sentindo-se, assim, parte do processo de ensino.

4. Oriente a família

Quando a escola e a família estão alinhadas, as possibilidades de uma boa realização das funções sociais crescem, já que a instituição pode orientar como os familiares podem incentivar a autonomia das crianças em casa. Por exemplo, deve haver o incentivo de que o erro é um caminho para buscar o acerto e de que é importante as crianças realizarem as tarefas de casa para terem autonomia.

Aplicar essas dicas nas escolas é fundamental, pois são práticas que fazem dela um local onde não há limites para se adquirir conhecimento e, também, onde as crianças podem fazer muitas descobertas! 

Gostou dessas dicas? Fique ligado nos posts do Dom Bosco e leia outros assuntos para a sua escola.

Qual a importância do psicólogo escolar?

Como ensinar o alfabeto?

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DO DOM BOSCO

Este website não coleta dados de menores de 12 anos.

agreedAge*
Verify recaptcha to submit form

Ao enviar os dados acima, eu concordo em receber e-mails e mensagens através do WhatsApp do Dom Bosco e outras marcas Pearson. Ver política de privacidade. Ver Política de Privacidade.