4 benefícios da música para o desenvolvimento infantil

4 benefícios da música para o desenvolvimento infantil

Saiba como a música ajuda no desenvolvimento e no aprendizado das crianças.

As diferentes formas de arte podem contribuir muito para o desenvolvimento infantil, e a música é certamente uma delas. Você já deve ter percebido como muitos brinquedos educativos emitem sons ou músicas, não é mesmo? Isso porque as atividades que envolvem músicas têm um papel especial no estímulo de áreas específicas do cérebro, como as que beneficiam a cognição e o desenvolvimento de outras habilidades essenciais durante o crescimento das crianças.

Quando os pequenos têm contato com a música, podem desenvolver algumas características com certa facilidade, como a fala, a dicção e a coordenação motora. Ainda, se tocam um instrumento ou passam por algum aprendizado musical antes dos cinco anos, apresentam a área frontal do cérebro, responsável pelo conhecimento lógico e abstrato, mais desenvolvida. Saiba mais sobre os benefícios da música para o desenvolvimento infantil neste post!

Ativa a memória e o raciocínio

A música também está relacionada ao processo educativo, pois contribui para a ativação da memória e do raciocínio lógico. Ela desenvolve algumas áreas do cérebro de formas que nenhuma outra linguagem é capaz, tornando-as mais poderosas. Além disso, também auxilia no aprendizado matemático e na percepção espacial. Elementos como timbre, tempo e tom são importantes para esse processo, pois para afinar um instrumento, para improvisar e criar, por exemplo, é preciso lembrar o som da nota. Se a criança aprende ou canta uma música, a memória sequencial é exercitada.

Estimula a alfabetização

A música pode ser um estimulante na fase de alfabetização. Afinal, a sequência dos sons produzidos tem relação direta com a linguagem. As canções infantis, por exemplo, ajudam as crianças a entender o significado das palavras, sobretudo as que possuem rimas e frases ou sílabas repetitivas. As crianças armazenam palavras ao ouvirem e cantarem uma música, e a dicção também pode ser aprimorada.

Integra corpo e mente

A linguagem musical permite a integração entre corpo e mente, entre a sensibilidade e a razão, e entre a criatividade e os recursos técnicos, por exemplo. São pontos importantes para o desenvolvimento infantil no que diz respeito a comunicação, consciência e expressão corporal; portanto, a música é também significativa para a vida adulta. A criança cria maior segurança emocional e melhora a socialização, além de o contato com a música possibilitar que ela se expresse por meio do corpo. Pode ser demonstrando o que ela sente ao ouvir o som, cantando ou realizando movimentos.

Melhora a concentração

Outro benefício do contato das crianças com a música é o aumento da capacidade de concentração. Os pequenos ficam sensibilizados com os sons e passam a apreciá-los, potencializando os níveis de concentração. A criança consegue analisar e perceber mais detalhes em diversas situações, além de a concentração ser fundamental para o aprendizado. Se ela for cantar um trecho de uma música ou fazer um solo instrumental, também é necessário estar focada para realizar as tarefas. 

O contato com a música é muito positivo desde o começo da infância e pode ser introduzido em casa. Os conhecimentos musicais podem ser ensinados em atividades lúdicas, sem medo do barulho ou de desafinar. Ampliar o repertório de experiências das crianças é uma ótima maneira de exercitar o seu cérebro e, assim, contribuir para o seu desenvolvimento. Só benefícios para os pequenos!

Leia outros conteúdos sobre desenvolvimento infantil no nosso blog:

5 benefícios de cozinhar com seus filhos desde cedo

Dicas para desenvolver as habilidades sociais do seu filho

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DO DOM BOSCO

Este website não coleta dados de menores de 12 anos.

agreedAge*
Verify recaptcha to submit form

Ao enviar os dados acima, eu concordo em receber e-mails e mensagens através do WhatsApp do Dom Bosco e outras marcas Pearson. Ver política de privacidade. Ver Política de Privacidade.