Será que meu filho precisa de óculos?

Você sabia que, por vezes, problemas relacionados à  dificuldade de aprender ou mesmo de acompanhar o que é passado em sala de aula podem estar relacionados à problemas de visão? 

A criança que relata dificuldades em enxergar o que a professora escreve na lousa ou os materiais disponibilizados pela escola, como os livros e apostilas, provavelmente precisa ir ao oftalmologista. Mas, como descobrir se o seu filho está passando por isso?
 
Fique atento aos sinais:
 
  • Dores de cabeça frequentes: Quando a criança reclama com alguma frequência de dores de cabeça, inclusive quando faz a lição de casa, é preciso investigar. Principalmente se ela reclama de uma ‘dor na testa’. Afinal, ela pode estar fazendo um esforço extra para enxergar direito.
 
  • Apertar os olhos na hora da leitura: Quando a criança aperta um ou os dois olhos para enxergar, pode ser que, inconscientemente, esteja tentando melhorar o foco.  Trata-se de um sintoma clássico, que deve ser avaliado.
 
  • Ficar muito próximo da TV: Ainda que as telas dos televisores tenham aumentado bastante nos últimos anos, algumas crianças insistem em sentar bem próximas à TV, dando sinais de que talvez sofram de miopia (dificuldade em enxergar objetos que estão longe). O mesmo é válido para games de bolso ou livros. Se o seu filho tiver o costume de aproximar os olhos de tudo que precisa enxergar, é um sintoma que precisa ser investigado.
 
  • Apresentar dificuldades para ler um texto: Quando a criança, já alfabetizada, não consegue ler uma sentença sem se perder nas palavras ou pular linhas, pode ser um sintoma de hipermetropia (dificuldade em enxergar objetos que estão pertos), astigmatismo (condição que deixa a visão “embaçada”) ou ainda de estrabismo (desalinhamento dos olhos).
 
  • Lacrimejar demais: Algumas crianças não fecham os olhos totalmente enquanto dormem. Essa condição (conhecida como “lagoftalmo noturno”) pode levar a um ressecamento noturno – o que pode atrapalhar a visão.
 

Já após a prescrição do uso de óculos, é importante que os pais contextualizarem a criança de como este acessório estará presente em sua vida, valorizando o seu uso e quais serão os benefícios para a sua qualidade de vida. Ajude seu filho a escolher um modelo de que goste e incentive o seu uso.

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DO DOM BOSCO