Habilidades do futuro: como preparar os seus alunos?

Sua escola está pronta para as novas demandas do mercado? Conheça algumas das principais habilidades do profissional do futuro e entenda como preparar seus alunos para os desafios do Amanhã!

Sua escola está pronta para as novas demandas do mercado? Conheça algumas das principais habilidades do profissional do futuro e entenda como preparar seus alunos para os desafios do Amanhã!

Um dos grandes desafios dos profissionais contemporâneos é aprender a ser o seu próprio chefe. Isto é, estabelecer prioridades, mantendo a constância de entregas, o foco e gerenciando o tempo.

O trabalho remoto, por exemplo, já é uma realidade para grande parte da população. Por isso, é necessário investir no aprendizado de tecnologias básicas, como conferências e plataformas de gestão de projetos on-line. Além disso, é importante entender como funcionam os repositórios de arquivos em nuvem, por exemplo.

Segundo o relatório The Future of Jobs: Employment, Skills and Workforce Strategy for the Fourth Industrial Revolution, de 2016, agora já não importa apenas o que você sabe fazer, mas o quão rápido você pode ser para aprender algo novo.

Nesse sentido, como a sua escola está preparando os seus alunos para esses e outros desafios do século XXI? Veja a seguir outros pontos de destaque deste relatório e confira algumas novas posturas que podem ser adotadas ainda no ambiente escolar, já pensando no novo cenário do trabalho e do mundo.

Neuroplasticidade

Também conhecida como plasticidade neuronal, a neuroplasticidade é a capacidade do cérebro se adaptar a mudanças por meio do sistema nervoso. Isto é, aprender e reaprender.

Nos últimos anos, fala-se muito sobre como o mercado irá automatizar funções físicas e lógicas, realocando os profissionais para funções gerenciais, tanto de máquinas como de processos exclusivamente humanos. Portanto, processos que contenham variáveis emocionais que as máquinas não poderão prever.

Nesse sentido, para que os seus alunos façam parte desse movimento, é importante colocá-los em novas experiências de aprendizado e proporcionar vivências escolares diversas. Dessa forma, os cérebros dos estudantes estarão sempre aptos e interessados em aprender coisas novas. Ou seja, é um chamado para tirá-los da tal “zona de conforto”.

Já para professores e gestores, manter-se atualizado também é importante. Pesquise quais assuntos estarão em alta no seu nicho de atuação, por exemplo, e busque especializar-se de forma constante ao longo da sua carreira e da sua vida.

Autogestão

A autogestão está relacionada ao autoconhecimento. E será uma das principais habilidades para o futuro profissional dos estudantes. Afinal, se o relacionamento interpessoal é cada vez mais importante no dia a dia das organizações, é importante aprender a lidar também com os nossos próprios sentimentos.

No entanto, tão importante quanto ensiná-los a reconhecer as emoções, é desenvolver a inteligência socioemocional, bem como uma comunicação assertiva para criar relações saudáveis. Nesse ponto, a empatia é a palavra da vez. Para saber como acolher o outro, só aprendendo a acolher a si mesmo.

Pensamento estratégico

O profissional do futuro precisará aprimorar a capacidade de enxergar além, criando e sugerindo novas oportunidades de negócios, produtos, projetos e soluções às empresas onde atuam. Nesse sentido, investir em momentos que façam os alunos pensarem, questionarem e onde sejam convidados à inovação, como palestras, vídeos e cursos extras, pode ser um bom ponto de partida.

Criatividade

Cada vez mais, somos convidados a investir toda a nossa atenção para encontrar soluções inusitadas para os desafios do dia a dia. Pois então, pense em um futuro no qual as máquinas serão as responsáveis pelas respostas e nós precisaremos ser responsáveis pelas perguntas. A curiosidade e a criatividade irão ditar quais serão os profissionais de destaque em qualquer empresa.

Dessa forma, essas habilidades tão importantes devem ser incentivadas nos alunos em todos os momentos escolares. Desde as crianças da Educação Infantil aos jovens do Pré-vestibular: todos precisamos ser criativos.

Éder Vilela, consultor pedagógico da Pearson Brasil, ressalta que a criatividade é um commodity cerebral e um bem valioso: “Todos temos a capacidade de sermos criativos. Ou seja, temos o poder de criar. Crianças, por exemplo, não têm medo de se sentirem ridículas por serem infantis ou divertidas. 

Elas criam as mais inusitadas saídas. Porém, quando crescemos, engessamos as ideias inovadoras. E não existe inovação sem criatividade. Portanto, entenda sua forma de ser criativo! Não viva sempre no mesmo; do contrário, viverá no time do responsivos”, diz ele.

Capacidade de criar conexões

Em um mundo automatizado e tecnológico, as conexões humanas serão diferenciais. Portanto, será imprescindível ser transparente, confiável e ético nas relações como um todo. E, por isso, essas habilidades também deverão ser estimuladas ainda na escola.

Além dessas habilidades, o mercado também espera que os profissionais desenvolvam boa comunicação oral e escrita, bem como a capacidade de tomada de decisão e negociação. Então, não perca tempo! Coloque também esses aprendizados no currículo da sua instituição.

Conclusão

Criar oportunidades para as crianças e os jovens desenvolverem as habilidades do futuro é fundamental para formar estudantes prontos para o Amanhã. Embora fora da sala de aula também seja necessário trabalhar a aquisição de competências como criatividade, disciplina e o relacionamento interpessoal, a escola pode atuar de forma decisiva no preparo desses estudantes para qualquer desafio.

Hoje, uma educação de sucesso vai além da aquisição de habilidades cognitivas. E, dessa forma, os alunos poderão transitar com segurança por todas as esferas de suas vidas.

João Luiz Moreira

Consultoria Soluções Educacionais

Departamento Pedagógico de Expansão Pearson Brasil

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DO DOM BOSCO

Este website não coleta dados de menores de 12 anos.

agreedAge*
Verify recaptcha to submit form

Ao enviar os dados acima, eu concordo em receber e-mails e mensagens através do WhatsApp do Dom Bosco e outras marcas Pearson. Ver política de privacidade. Ver Política de Privacidade.