Como atentar à saúde emocional dos professores

Confira dicas de como prestar atenção no comportamento dos docentes.

Confira dicas de como prestar atenção no comportamento dos docentes.

Os professores são peças fundamentais no processo de aprendizado das crianças e, por exercerem um papel de tanta relevância, é preciso que estejam mental e emocionalmente bem para cumprirem as suas atribuições. Sabemos, é claro, que todos estão sujeitos a aborrecimentos na vida profissional e na pessoal, mas os coordenadores podem atentar à saúde mental de seus educadores para ajudá-los. Confira, neste texto, como fazer isso.

Mudança de comportamento

Existem muitas razões para uma pessoa ficar com a saúde mental abalada e, muitas vezes, pode ser um processo lento, no qual muitas coisas vão se acumulando. Quando não se está bem psicologicamente, a tendência é que haja uma mudança no comportamento; a pessoa pode ficar mais quieta e com semblante mais triste, por exemplo. Perceba se os professores da sua escola têm atitudes parecidas com essas e, caso tenham, procure saber se são problemas profissionais, que podem ser resolvidos com a ajuda dos coordenadores. 

Saiba ouvir

Preste atenção nas falas dos seus professores, pois muitos deles podem dar sinais de que algo não está caminhando bem durante as conversas mais casuais. Por isso, é importante saber ouvir e não ignorar os indícios de que a pessoa talvez esteja precisando de ajuda.

Converse sobre o tema

Aborde com o corpo docente da escola a importância de estar bem emocionalmente para poder realizar as tarefas de forma satisfatória, porém não faça isso em tom de cobrança, pois pode dar a entender que a escola não se importa com a saúde emocional de seus funcionários. Demonstre que a escola acolherá e ajudará aqueles que estiverem passando por uma situação delicada.

Acompanhe de perto o trabalho deles

Esteja sempre atualizado sobre como está o rendimento dos professores dentro da sala de aula, e se há motivos para que eles se sintam desmotivados ou entristecidos. Em muitos casos, o esgotamento mental do professor é alimentado por dificuldades enfrentadas por eles dentro da sala de aula, seja com o comportamento da turma, seja com a falta de recursos básicos.

Mostrar para os seus colaboradores que a escola se importa com a saúde emocional deles cria uma relação mais humana e sincera entre as duas partes. Por isso, é essencial que seja feito um acompanhamento de perto para evitar problemas maiores.

Confira outros textos do blog do Dom Bosco:

A importância de contar histórias na educação infantil

Por que incentivar os alunos a irem à biblioteca da escola?

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DO DOM BOSCO

Este website não coleta dados de menores de 12 anos.

agreedAge*
Verify recaptcha to submit form

Ao enviar os dados acima, eu concordo em receber e-mails e mensagens através do WhatsApp do Dom Bosco e outras marcas Pearson. Ver política de privacidade. Ver Política de Privacidade.